Berna Reale

Berna Reale (Belém, Pará, 1965). Artista e perita criminal. Licencia-se em artes pela Universidade Federal do Pará em 1996. Começa a dar aulas, mas abandona o magistério. Trabalha em diversas instituições culturais, como o Instituto de Arte do Pará e a Fundação Tancredo Neves. Os primeiros trabalhos em arte surgem após a realização de cursos práticos, de cerâmica e fotografia, já nos anos 2000. Passa das esculturas em argila para a fotografia, instalação e performance, meios que constituem a base de seu trabalho mais recente. A partir de 2009, quando recebe o grande prêmio do Salão Arte Pará, sua produção circula de forma intensa. Seu trabalho destaca-se no programa Rumos Artes Visuais, do Itaú Cultural (2011) e recebe o Prêmio Pipa (2012 e 2013). No mesmo período, presta concurso para atuar na perícia criminal do Estado do Pará. Começa a exercer a função em 2010. A atividade garante-lhe autonomia financeira para desenvolver seus projetos e, ao mesmo tempo, permite observar de perto os efeitos do tema central de sua pesquisa: o impacto da violência no cotidiano das pessoas. Por meio de ações e performances minuciosamente concebidas, Berna Reale desvenda aspectos ocultos das relações de poder, de caráter individual ou social. A artista, que se define como uma pesquisadora obcecada, trabalha com projetos bem definidos, com fortes referências simbólicas, personificando signos e ícones de grande impacto.

Berna Reale

Still documental do vídeo performace "Cantando na chuva" - 72,5 x 107 cm