Hilal Sami Hilal

Hilal Sami Hilal (Vitória ES 1952). Artista multimídia. Cursa artes plásticas na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Em Minas Gerais, nos Festivais de Inverno de Ouro Preto de 1973 e 1974, estuda gravura em metal. Em 1977, um ano depois de se formar, começa a dar aulas na universidade e a pesquisar o papel artesanal. Em 1981, vai ao Festival de Inverno de Diamantina, em Minas Gerais, para estudar as artes da fibra, e viaja ao Japão para se aperfeiçoar na técnica do papel. Em 1984, participa do 15º Panorama de Arte Atual Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), e da mostra Papéis do Papel, na Fundação Nacional de Arte - Funarte, no Rio de Janeiro. Dois anos depois, tem sua primeira individual na Galeria Usina, em Vitória. Em 1996, deixa de dar aulas para dedicar-se apenas à sua produção artística e toma parte da Mostra Brasil: Papel Feito à Mão, no Equador. No ano seguinte, expõe no 25º Panorama da Arte Atual Brasileira, no MAM/SP, e em coletivas na Índia e no Líbano. O trabalho toma então a forma de um rendilhado e ele o mostra na Alemanha, nos Estados Unidos, na Espanha e na França. Em 2002, recebe o prêmio do júri na 8ª Bienal Paper Art, Turbulenzen in Papier, em Düren, Alemanha. Em 2007, faz no Museu Vale, em Vitória, uma grande individual que depois é apresentada no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ e no Sesc Pompeia. Também em 2007, participa da coletiva Radical Lace & Subversive Knitting, no Museum of Arts and Crafts, de Nova York.